Histórico

Postado por em 23 Mai 2008 |

A Família Guaranis

A equipe Guaranis surgiu em 2002, quando quatro amigos sedentários resolveram que seria fácil ganhar um EMA. Os amigos se inscreveram na etapa Bertioga e foram treinar. Algumas caminhadas, outros passeios de bicicleta depois e nenhum treino de remo, foram para a prova.

Claro que, até então, eles não sabiam o que realmente era uma Corrida de Aventura: superação, determinação, união e o básico: treinamento. Sofreram e terminaram a prova, que achavam que seria fácil vencer, com muitas dores no corpo e muito cansaço.

Lição aprendida, dois dos amigos voltaram à vida real e os outros foram picados pelo tão conhecido: Bichinho da Corrida de Aventura – aquele que quando pica não te deixa mais parar.

O casal Guaranis – Marco e Lilian – continuou nas corridas sempre com muita dificuldade de encontrar dois outros malucos para completar o quarteto. O amigo Silvio (Monstrinho) se juntou à equipe, que treinava por conta, quando podia e o que achava que era suficiente de volume de treinos. Claro, que o resultado nas provas era muita persistência e vontade de continuar. O quarto integrante era sempre o elemento surpresa das corridas.

Somente a partir de 2005, com a entrada na assessoria esportiva Selva Aventura que a família Guaranis aprendeu a treinar e cresceu como atletas e pessoas.

Muitos dos novos amigos da aventura entraram para a equipe e hoje a família não pára de crescer. Alguns se afastaram por motivos pessoais, mas o espírito de união, amizade, companheirismo, humildade e o sangue Guaranis continuam.

Presentes, atuantes, treinando ou não, compõem esta família:

Carlos Mó
Camila Golubeff
Fernanda Bredariol
Fidel Rios
Gesiane Toryi
Lilian Araujo
Marco Antonio dos Santos
Michael Breslin
Ricardo Antonio
Sidney Togumi
Silvio Sanchez
Tony Toryi
Vit Vanicek

Objetivos
1º – Manter um relacionamento de amizade, com pessoas que primam pelo bem, pela humildade, pelo respeito ao próximo e ao meio ambiente.
2º – Competir em circuitos de Corrida de Aventura, em busca do melhor resultado, sem ferir o objetivo primeiro.

O nome da equipe
O nome da equipe foi adotado após muitas sugestões, via e-mail. Um dia inteiro, dezenas de e-mails e apenas um objetivo: adotar algum termo que se remetesse a natureza e à origem Sul-americana. Uma das sugestões foi Aqüífero Guarani, maior manancial de água doce do mundo, que ocupa parte dos territórios do Brasil, Uruguai, Paraguai e Argentina. O nome era muito grande, apesar da homenagem importante que seria feita. Tentou-se reduzir para somente Guarani, mas lembraria apenas o índio Guarani. Queríamos um termo que envolvesse algo amplo, com história e que pudesse ser homenageado.

Optamos por Guaranis, no plural, uma homenagem ao Grupo Indígena, que ocupava da Amazônia ao Rio da Prata e desde o Oceano Atlântico até as Cordilheira dos Andes, cuja população foi em parte dizimada e em outra escravizada pelos europeus durante colonização.

A homenagem da Equipe Guaranis vai para a população que ocupou grande parte do território sul-americano pré-colonização, cujos espíritos hoje guardam as florestas por onde passam as corridas de aventura.

Sem comentários até agora

Comentários fechados no momento.

Trackback URI |